A Carregar...
Por favor aguarde...

Tabagismo: Deixar de fumar

4 AGO 2016

Apesar dos avanços registados na proteção da exposição ao fumo ambiental do tabaco e na (ligeira) redução da prevalência de fumadores, o consumo de tabaco continua a ser um comportamento muito prevalente e um dos mais graves problemas de saúde pública à escala global, nacional ou local. Este problema afecta não só os fumadores como as pessoas que o rodeiam.

 

O Tabagismo — Cessação Tabágica

 

Existem cerca de 4000 substâncias químicas no fumo do cigarro. Além do tóxico monóxido de carbono e das cetonas com alto poder de irritabilidade, também se encontram no fumo hidrocarbonetos como o benzeno, polónio (substância radioativa) e até venenos como a arsénico e cianeto.

“Mais de 50 das substâncias que compõem o fumo do tabaco estão relacionadas com o desenvolvimento de cancro”, explica o pneumologista Miguel Guimarães (lusíadas, 2016).

 

Imagem Blog: 5a8d7a14a9750-910x607.jpg

 

 

Parar de fumar: mas como?

 

Um em cada cinco portugueses está dependente da nicotina.

“Praticamente todos os países têm vindo a descer o número de fumadores, mas em Portugal há um ligeiro aumento, particularmente nalguns grupos, como o das mulheres mais jovens”. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabaco é responsável por 4,9 milhões de mortes evitáveis todos os anos.

Para o controlo da epidemia é decisivo apostar na prevenção e no tratamento do tabagismo. Uma vez que a origem e evolução da epidemia tabágica é multifatorial, desenhamos este curso, especialmente para Psicólogos, Professores, Educadores, Estudantes de Licenciatura e Mestrado, Médicos, Enfermeiros, e todos os que trabalham (ou pretendem vir a fazê-lo), no controlo deste problema de saúde pública, de forma a habilitar os formandos a aplicar programas de prevenção e/ou a aplicarem as técnicas mais atuais envolvidas no tratamento psicológico dos fumadores, de forma a possam ajudar a curvar a epidemia.

 

Conheça a formação relacionada do Instituto CRIAP:

 

Curso Intensivo em Abordagem Clínica na Cessação Tabágica (e-learning)

 

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

Conhecer o impacto do tabagismo a nível pessoal, social e comunitário;

Identificar os processos comportamentais, emocionais, cognitivos e motivacionais associados à mudança comportamental;

Avaliar os diferentes perfis de fumador em função do género, da idade, da situação clinica, do nível socioeconómico e ambiente social;

Aplicar estratégias de intervenção clinica na cessação tabágica.

 

 

A equipa que criap
CRIAP

 

PARTILHE ESTE ARTIGO: